Faculdade de Ciências
Farmacêuticas de Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo

IDIOMAS: | INTRANET

Apresentação

Departamento de Física e Química

                O Departamento de Física e Química conta com 28 docentes sendo responsáveis por 3625 horas em sala de aula/ano na FCFRP (Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto) e mais 210 horas de aula/ano na FORP (Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto).

            Em suas atividades didáticas busca proporcionar conhecimentos básicos sólidos, desenvolver o espírito científico crítico e aptidões intelectuais específicas, capacidades imperativas para a formação do profissional farmacêutico; na área científica, o Departamento busca gerar, ampliar, consolidar e difundir conhecimentos, metodologias científicas e tecnológicas aliadas à formação de profissionais de alto-nível; através de atividades de extensão, procura intensificar o compartilhamento de atividades departamentais com a sociedade, tanto através de difusão do conhecimento como fornecendo acesso à instrumentação de  alta complexidade. Estas metas se articulam com as da Unidade no sentido de, conjuntamente, conduzirem esforços integrados e contínuos inerentes à qualificação do profissional farmacêutico e à pesquisa básica e aplicada buscando contribuir para o desenvolvimento da área farmacêutica e afins, principalmente em aspectos que sejam potencialmente importantes para a Sociedade.

            Tem como visão participar ativamente do processo de formação profissional em Ciências Farmacêuticas com sólida formação geral e formação básica profunda, desenvolvendo aptidões para atuar no mercado farmacêutico com elevada formação ética e humanista e aptos a exercer sua profissão.

            Devido à sua heterogeneidade, com pesquisadores ligados às áreas de química, física, matemática e biologia, o Departamento tem trabalhado no sentido de fortificar grupos temáticos em torno do tema FÁRMACOS. Um exemplo pode ser observado em projetos que tem como tema a síntese, caracterização, análise e avaliação da atividade biológica de compostos nitrosilo de rutênio e conta com a participação de docentes do DFQ de diferentes áreas de atuação (química inorgânica, química analítica e farmacologia) e outros da unidade e fora dela. O segundo assunto temático que também une os docentes do Departamento é a pesquisa em produtos naturais, de vegetais e organismos marinhos, na busca de compostos com atividade farmacológica. Cerca de 50% dos pesquisadores do Departamento desenvolvem pesquisas relacionadas com o isolamento, elucidação estrutural, análise e avaliação de propriedades farmacológicas de produtos de fontes naturais (plantas, algas, animais). O grupo de física biológica vem desenvolvendo projetos visando à determinação de estruturas de proteínas por difração de raios X, emprego de simulações numéricas e técnicas de mecânica estatística popularmente conhecidas por “modelagem molecular” e caracterização físico-química de moléculas-alvo para o planejamento de fármacos como ferramenta no combate de doenças recorrentes como leishmaniose e doença de Chagas. Este grupo também desenvolve estudos visando à caracterização físico-química para entender a complexação de proteínas-proteínas e proteínas-polissacarídeos visando o entendimento do transporte de fármacos através das membranas (microencapsulamento). Abaixo encontram-se alguns indicadores de pesquisa dos últimos anos.