Faculdade de Ciências
Farmacêuticas de Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo

IDIOMAS: | INTRANET

Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FCFRP-USP), foi aprovado em reunião do Conselho Técnico Científico da CAPES, em março de 2005, recomendado com nota 4.

Este Programa de Pós-Graduação é decorrente da transformação da Área de Concentração em Análises Clínicas do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da FCFRP-USP, em atividade, desde 1988, como Curso de Pós-Graduação em Fármacos e Medicamentos.

A maioria dos orientadores do Programa de Biociências Aplicadas à Farmácia vem trabalhando de forma articulada, desde 1992, inicialmente no Curso de Especialização em Análises Clínicas (Pós-Graduação Lato-sensu) na FCFRP-USP. Em 2002, este grupo de orientadores impulsionou a reestruturação das áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas, com a criação da Área de Concentração em Análises Clínicas, permitindo o ingresso de docentes do DACTB como orientadores no Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da Unidade e a formação de novos grupos de pesquisa.

Em decorrência da auto-avaliação institucional realizada ao longo de 2003 e 2004, a Congregação da Faculdade estabeleceu, entre suas metas para a Pós-Graduação, a transformação de duas áreas de concentração em dois novos Programas de Pós-Graduação, com manutenção do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Esta meta foi atingida, tendo a Área de Concentração em Análises Clínicas sido transformada em Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia. A aprovação pelo Conselho de Pós-Graduação da USP ocorreu em 30 de junho de 2004.

O Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia foi criado visando a melhor adequação do perfil dos orientadores bem como a inserção de outros pesquisadores e docentes da Unidade. Até fevereiro de 2004, a Área de Concentração em Análises Clínicas do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas de nossa Unidade estava centrada em linhas de pesquisa que já não mais refletiam os projetos dos orientadores, constatando então a necessidade de promover a interdisciplinaridade entre diferentes subáreas de atuação do profissional farmacêutico e de áreas relacionadas, cujo conhecimento integrado é muito importante para o domínio científico e tecnológico. Além disso, o Programa em Biociências Aplicadas à Farmácia visa maior amplitude na formação de recursos humanos para o desenvolvimento científico do profissional Farmacêutico. Devido ao grande número de instituições de ensino superior abertas nos últimos anos e à expansão de laboratórios e áreas de pesquisa em nossa região e no país de modo geral, espera-se que os futuros Mestres e Doutores formados sejam rapidamente absorvidos pelo mercado de trabalho.

Com a criação do Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia, houve a transferência de todos os alunos que estavam matriculados na Área de concentração em Análises Clínicas para a única Área de Concentração que tem mesmo nome do Programa. Com isso, o Programa iniciou-se com 33 alunos matriculados no Curso de Mestrado e 19 no Curso de Doutorado.  Em 2017, o Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia foi recomendado e reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação, com nota 6 na CAPES. Foram formados, até dezembro de 2017, 153 Mestres e 90 Doutores.

Em 2018, foi aprovada e homologada pela CAPES a alteração no nome do Programa de Biociências Aplicadas à Farmácia para “Biociências e Biotecnologia”, com a criação de duas novas áreas de concentração: I- Imunologia e Fisiopatologia, II- Bioagentes e Biotecnologia aplicados à Farmácia. O processo de mudança no PPG foi iniciado em 2015, para atender as mudanças e atualizações dentro da área de Farmácia, na qual o Programa está inserido. Atualmente, o Programa conta com 24 discentes de ME e 36 de doutorado distribuídos entre os 24 orientadores do Programa. O processo de seleção de novos discentes, ocorre semestralmente, e atende à demanda local, regional, nacional e internacional, visto que recebemos alunos de diferentes estados do Brasil e de outros países.