Faculdade de Ciências
Farmacêuticas de Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo

IDIOMAS: | INTRANET

PÓS-GRADUAÇÃO

Histórico

No dia 1° de junho de 1924, no “Gymnásio do Estado” com a presença de personalidades e professores, realizou-se a sessão magna de fundação da Faculdade de Odontologia e Farmácia de Ribeirão Preto - FOF, época em que Ribeirão Preto vivia de sua riqueza cafeeira. Em 5 de março de 1928, por ato do Ministro da Justiça, Viana de Castello, os cursos foram reconhecidos e formava-se a primeira turma de Farmacêuticos e Cirurgiões-Dentistas.

A incorporação à Universidade de São Paulo ocorreu em 1° de janeiro de 1975, quando estas Faculdades, como Institutos isolados, já estavam localizadas no “Campus USP - Ribeirão Preto”. Na década seguinte, no ano de 1983, a Faculdade de Farmácia e Odontologia foi desmembrada em duas Unidades distintas: a Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - FCFRP e a Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto - FORP.

O corpo docente da FCFRP atualmente é composto por 103 professores, a maioria em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa (RDIDP), o que reflete na qualidade do curso e demonstra a preocupação da Unidade relativa ao engajamento do corpo docente com as atividades acadêmicas e científicas. Estes docentes estão alocados em três Departamentos: de Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas, de Ciências Farmacêuticas e de Física e Química, os quais estão integrados didática e cientificamente. Conta ainda com 220 servidores não-docentes, que participam direta ou indiretamente das atividades acadêmicas.

A FCFRP-USP possui expressiva experiência em ensino de pós-graduação, tendo iniciado suas atividades neste seguimento em 1988, com a criação do Programa de Pós-Graduação em Fármacos e Medicamentos (áreas de concentração Química e Biologia), inicialmente apenas em nível de mestrado e a partir de 1998, com doutorado. O Programa de Pós-Graduação em Fármacos e Medicamentos era muito amplo, envolvendo todos os docentes da Unidade com título de doutor. Considerando as especificidades de cada área, ampliação das linhas de pesquisa dos orientadores e o próprio desenvolvimento científico da USP, houve a necessidade de reestruturação do Programa, sendo que a primeira grande modificação na Pós-Graduação na FCFRP-USP ocorreu em 1999, com a alteração da denominação para Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (área de concentração: Fármacos e Medicamentos). Esta alteração propiciou a criação de duas novas áreas em 2001: Análises Clínicas e Toxicologia.

Em meados de 2004, ocorreu a segunda grande reformulação do ensino de Pós-Graduação na FCFRP-USP, resultando na atual organização. A partir de então, as áreas de Análises Clínicas e Toxicologia foram transformadas em Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia (área de concentração: Biociências Aplicadas à Farmácia) e Programa de Pós-Graduação em Toxicologia, área de concentração: Toxicologia.

               
                Embora seja uma ciência bastante antiga e de importância reconhecida no mundo todo, a Toxicologia é uma área incipiente no Brasil com déficit de profissionais e demanda cada vez mais crescente. Antes da criação do PPG em Toxicologia da FCFRP-USP, apenas um PPG no Brasil era responsável pela formação de mestres e doutores na área, o da FCF-USP em São Paulo. Dentro deste contexto, o PPG em Toxicologia já iniciou suas atividades com a responsabilidade de contribuir para atender à demanda nacional, formando recursos humanos de elevada qualidade. Após pouco mais de uma década de existência, o PPG em Toxicologia da FCFRP-USP está amplamente consolidado e é responsável pela formação da maioria dos doutores em Toxicologia no Brasil, tendo em vista que apenas dois PPGs oferecem curso de doutorado na área em nosso país, incluindo o nosso. Neste sentido, o PPG em Toxicologia da FCFRP-USP tem hoje um papel fundamental no processo de formação de professores de ensino superior e/ou pesquisadores na área de Toxicologia, para atender aos mais de 400 cursos de graduação do país na área de Farmácia e que tem a disciplina de Toxicologia em suas estruturas curriculares.