Faculdade de Ciências
Farmacêuticas de Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo

IDIOMAS: | INTRANET

Infraestrutura

    Atualmente, a Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto -USP possui uma área construída de 21.402,35 m2, contando com 12 laboratórios didáticos, 84 de pesquisa e 2 biotérios, distribuídos em 12 blocos, incluindo o bloco para laboratórios de pesquisa (Bloco S), inauguradoem março de 2011.
A infraestrutura para o ensino e a pesquisa é excelente, com laboratórios em condições de realizar pesquisas avançadas nas diferentes áreas do Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia. Levando-se em consideração a capacidade dos orientadores de captar recursos externos, as perspectivas são de constante aperfeiçoamento e renovação da estrutura já existente para atendimento das necessidades dos pós-graduandos, bem como para expansão de seu número atual. Todos os orientadores do Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia possuem infraestrutura física e equipamentos adequados para realização de suas pesquisas, infraestrutura esta, conseguida sistematicamente através da USP e de agências de fomento à pesquisa, como FAPESP, CNPq e COESF/USP.
Há dois laboratórios multiusuários para experimentos em biologia molecular e cultura de células, que atendem à demanda de aproximadamente 20 pós-graduandos do programa BAF, o que tem propiciado plenas condições para realizarem suas pesquisas com estas técnicas.
O laboratório multiusuário de citometria de fluxo foi recentemente contemplado com dois novos citometros (ainda em fase de importação), o BD LSR Fortessa e o BD FACSJazz na chamada FAPESP/FINEP 2014, no valor total de USD 409.000,00. Além disso, através do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Produtos Naturais e Sintéticos, onde participam quatro orientadores do BAF, foi adquirido um Microscopio Confocal TCS SP8 (Leica), no valor de 190.000,00 Euros e está em fase de importação um equipamento de High Content Screening ImageXpress Micro Widefield (Molecular Devices) no valor de USD  298.000,00. Estes dois últimos equipamentos estarão disponíveis no Centro Avançado de Imagens da FCFRP.
 O laboratório multiusuário centralizado para sequenciamento de DNA da FCFRP-USP é outro destaque, equipado com o sequenciador de Nova Geração GSJunior da Roche, financiado pela FAPESP (Proc. 2009/54099-2), em projeto sob a coordenação do Prof. Dr. Sérgio Akira Uyemura do programa de pós-graduação em BAF. Em complementação,  por meio do Edital USP para Núcleos de Amparo à Pesquisa foram adquiridos um novo Sequenciador de Nova Geração, Ion Torrent da Life Technologies e um por cromatografia capilar, XL 3500 da Life Technologies. O laboratório multiusuário de sequenciamento de DNA iniciou suas atividades em maio/2013 e atende toda comunidade da USP e externa a ela, com equipamentos de última geração.
Os pós-graduandos do programa BAF dispõem ainda de laboratórios compartilhados por professores de outros programas de Pós-Graduação e tem acesso a equipamentos de ponta em diferentes áreas, destacando-se o núcleo de Apoio à Pesquisa em Produtos Naturais e Sintéticos – NPPNS (Processo Pró Reitoria de Pesquisa 2012.1.25456). Este núcleo reúne pesquisadores dos três diferentes Programas de Pós-Graduação da FCFRP e de outras unidades da USP. O objetivo principal deste núcleo é estudar a atividade de produtos naturais e sintéticos em diferentes abordagens. Através do NPPNS está sendo criado um Laboratório de Microscopia Avançada na própria FCFRP-USP, com a aquisição de um Microscópio Confocal, modelo SP8 da Leica. O referido equipamento vem complementar a infraestrutura de laboratório multiusuário já existente no campus (FMRP-USP), e deverá facilitar ainda mais o acesso à esta técnica que permite obter imagens celulares de alta qualidade.

BIOTÉRIOS

Para as atividades de pesquisa que envolvem experimentação em animais, os orientadores e alunos do Programa Pós-Graduação em Biociências
Aplicadas à Farmácia contam com o Biotério Central do campus de Ribeirão Preto além de duas unidades na FCFRP, denominadas BIOTÉRIO I e BIOTÉRIO II. O Biotério I destina-se à manutenção de animais durante experimentação e o Biotério II à criação de animais livres de patógenos específicos (SPF - Specific Pathogen Free). As infraestruturas dos dois biotérios são descritas a seguir:
1. O Biotério Central do campus ocupa uma área total de 40.400,00 m2, para criação e manutenção de camundongos (padrão sanitário SPF) e de ratos, camundongos, cobaias, coelhos, hamsters, gatos e ovinos (padrão sanitário convencional) e serpentário. Vinte quatro funcionários, entre eles 03 veterinários, estão lotados no cronograma do serviço de biotério. Além disso, o serviço de biotério possui recursos materiais necessários para o seu funcionamento adequado.
2. O Biotério I da FCFRP possui 1 funcionário, área física de 270m2, com salas para manutenção de 3.000 camundongos, 40 coelhos, 1.300 ratos, 800 cobaias, 600 calomes, 500 hamsters, uma sala de criação e manutenção de camundongos hairless, uma sala para gaiolas metabólicas, duas de experimentação, uma para manutenção de camundongos livre de patógenos específicos (SPF - Specific Pathogen Free) durante o período de experimentação, além de uma sala de estoque com autoclave e uma para armazenamento de maravalha.
3. O Biotério II da FCFRP, com um total de 432 m2, possui 04 funcionários, estufas de cultura e esterilização, centrífuga refrigerada, refrigerador, freezer e fluxo laminar e barreira sanitária para criação de animais SPF (camundongos, coelhos, ratos, cobaias, calomes, hamsters) e isogênicos.
Possui ainda sistema de filtração de ar com controle de temperatura ambiente. O controle microbiológico dos animais é feito periodicamente.
Atualmente são criados ratos Wistar, camundongos hairless e as linhagens C57Black/6, Balb/c, sv129+/+, sv129, deficiente da enzima 5 lipoxigenase (5LOKO), deficiente da molécula beta 2 integrina, deficiente da molécula galectina 1 ou 2, e deficiente de receptor para LDL.
 

TRATAMENTO E DESCARTE DE RESÍDUOS

Resíduos químicos. A Comissão de Resíduos da FCFRP mantém um Entreposto de Resíduos Químicos com aproximadamente 25 m2, sob a responsabilidade de 1 técnico especializado e mais 2 técnicos colaboradores. O programa da Comissão de Resíduos da FCFRP prevê orientação para o descarte, separação e tratamento de resíduos no próprio laboratório gerador, quando este dispõe de infraestrutura para a execução; quando não dispõe, o resíduo é encaminhado ao Entreposto da Unidade. Os resíduos que podem ser tratados e recuperados são enviados ao Laboratório de Resíduos Químicos (LRQ) pelo Entreposto da FCFRP, enquanto os que não podem, são encaminhados para incineração. A Prefeitura do campus Administrativo de Ribeirão Preto (PCARP-USP) construiu e mantém o LRQ com três técnicos especializados e área física de cerca de 210 m2. O LRQ (www.pcarp.usp.br/lrq) é responsável por fornecer estrutura física e apoio para as Comissões de Resíduos das Unidades, criar um serviço interno de trocas de reagentes químicos reutilizáveis, colaborar no treinamento de técnicos especializados ou pessoas capacitadas para tratamento e descarte dos resíduos químicos dos laboratórios, bem como recuperar solventes orgânicos e metais.

ORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS (OGMs)

A FCFRP-USP possui uma Comissão Interna de Biossegurança (CIBio), cujas principais atribuições são divulgação de normas e tomada de decisões sobre assuntos específicos no âmbito da instituição em procedimentos de segurança, sempre em consonância com as normas da CTNBio.
Esta comissão avalia e revisa todas as propostas de pesquisas referentes à manipulação, produção, manutenção e transporte de organismos geneticamente modificados (OGMs) conduzidas nos laboratórios de pesquisas da FCFRP-USP, além de identificar todos os riscos potenciais aos pesquisadores, à comunidade e ao meio ambiente.
São vários laboratórios que trabalham com OGM credenciados pela CIBio, entre eles, os dos Profs. Drs. Sérgio Akira Uyemura, Marcelo Dias Baruffi, Andréia Machado Leopoldino, Eliana Guedes Stehling, Márcia Eliana da Silva Ferreira, Cristina Ribeiro de Barros Cardoso, Elaine Cristina Pereira De Martinis e um laboratório multi-usuário que atende aos docentes do BAF Ana Patrícia Yatsuda Natsui, Gilberto Úbida Leite Braga, Juliana Pfrimer Falcão e Victor Hugo Aquino Quintana.

BIBLIOTECAS

O acervo bibliográfico das Faculdades do Campus de Ribeirão Preto encontra-se reunido na Biblioteca Central, que possui área física de 4.243 m². O acervo é formado por 132.139 livros, 5.279 títulos de periódicos nacionais e estrangeiros impressos, 21.371 teses e dissertações, 96.693 trabalhos científicos publicados pelo corpo docente e pesquisadores do campus de Ribeirão Preto. Oferece também acesso online a 32.000 revistas científicas através do Portal Capes. Recursos da FAPESP, CAPES e da Reitoria da USP mantém a atualização e ampliação deste acervo. (http://www.bcrp.prefeiturarp.usp.br/)

RECURSOS DE INFORMÁTICA

A FCFRP vem constantemente se modernizando e aumentando seus recursos de informática. Atualmente conta com 814 microcomputadores e 73 notebooks em uso. Destes microcomputadores, 71 se destinam às seções administrativas da Unidade e secretarias de departamentos. Os demais são de uso de docentes, pós-graduandos e salas de aula. Todos os orientadores e alunos do Programa de Pós Graduação têm acesso à Internet em seus laboratórios de pesquisa, sendo que a maioria dos orientadores têm computadores ligados em rede para uso de seus alunos. A unidade tem instalado 2306 pontos de rede em cabeamento estruturado partindo de 26 racks distribuídos em seus 19 edifícios.
Estes pontos de rede se destinam a ligação tanto de equipamentos da unidade quanto particulares.
A FCFRP-USP disponibiliza aos orientadores e alunos nove servidores, com serviços de e-mail, Websites, DNS, câmeras de segurança, repositório de softwares, backup, sistema de controle de acesso, sistema online de chamados técnicos, etc. Os usuários também podem usufruir do acesso à VPN da USP em microcomputadores próprios a partir de suas residências para realização de consultas aos bancos de dados bibliográficos. Também está disponível aos pesquisadores e alunos o sinal de uma extensa rede wireless para seus aparelhos portáteis particulares (notebooks, tablets, smart fones, etc). Além desta infraestrutura vale ressaltar que o Campus de Ribeirão Preto conta com o Escritório Regional do Departamento de Tecnologia da Informação, organizado, treinado e equipado para prover todo serviço e assessoria de informática ao Campus, inclusive para realização de vídeo conferências. Todas as salas de aulas da FCFRP-USP possuem computadores conectados à Internet, além de rede sem fio, e são equipadas com recursos multimídia e lousas digitais, possibilitando aos docentes a utilização de diversos recursos didáticos durante aulas, seminários, defesas de tese, grupos de discussão, etc.