Faculdade de Ciências
Farmacêuticas de Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo

IDIOMAS: | INTRANET

Um pouco da Nossa História

No dia 1° de junho de 1924, no “Gymnásio do Estado” com a presença de personalidades e professores, realizou-se a sessão magna de fundação da Faculdade de Odontologia e Farmácia de Ribeirão Preto - FOF, época em que Ribeirão Preto vivia de sua riqueza cafeeira.

Em 5 de março de 1928, por ato do Ministro da Justiça, Viana de Castello, os cursos foram reconhecidos e formava-se a primeira turma de Farmacêuticos e Cirurgiões-Dentistas.

A incorporação à Universidade de São Paulo ocorreu em 1° de janeiro de 1975, quando estas Faculdades, como Institutos isolados, já estavam localizadas no “Campus USP - Ribeirão Preto”.

 

Na década seguinte, no ano de 1983, a Faculdade de Farmácia e Odontologia foi desmembrada em duas Unidades distintas: a Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - FCFRP e a Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto - FORP.

A Unidade oferece o Curso de Farmácia-Bioquímica para os períodos integral e noturno. Em 2002, a criação do curso noturno possibilitou a ampliação de vagas no ensino superior público e gratuito.

Visando a adequação e a melhoria do ensino, ao longo destes anos o curso sofreu alterações importantes sempre adequando a sua Estrutura Curricular aos progressos científicos das Ciências Farmacêuticas, formando profissionais cuja qualidade tem sido reconhecida pela sua inserção no mercado de trabalho.

O estabelecimento das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Farmácia, promulgadas em 04 de março de 2002 alterou a filosofia do ensino de Farmácia, uma vez que estas preconizam a formação generalista, humanista, crítica e reflexiva para atuar em todos os níveis de atenção à saúde. Assim, nova Estrutura Curricular foi implantada em 2004.

O Curso de Farmácia – Bioquímica da FCFRP/USP está fundamentado numa concepção pedagógica crítica baseada na participação, no diálogo e na problematização da realidade vivenciada pelos profissionais da área farmacêutica. 

A constante atualização do corpo docente, mediante a participação em eventos científicos nacionais e internacionais, a realização de cursos e o desenvolvimento da pesquisa, contribuem, certamente, para a melhoria da qualidade do ensino. A busca pela ampliação e adequação da área física destinada à ministração de aulas teóricas e práticas também contribui para garantir a formação de bons profissionais.

 


A Unidade possui 13 laboratórios Didáticos, 84 laboratórios de Pesquisa, 11 laboratórios de Serviços de Análises Clínicas, 1 laboratório de Ensino Farmacêutico, 1 laboratório de Destilação de Solvente e Gerenciamento de Resíduos Químicos, 2 Biotérios, 10 salas para Aulas Teóricas, 1 Auditório e 1 sala Pró-Aluno, com acesso gratuito à internet e disponibilidade do uso de ferramentas e programas para trabalhos acadêmicos, numa área total de 22.052,61 m quadrados.

O corpo docente da FCFRP é composto por 103 professores, a maioria em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa (RDIDP), o que reflete na qualidade do curso e demonstra a preocupação da Unidade relativa ao engajamento do corpo docente com as atividades acadêmicas. Estes docentes estão alocados em três Departamentos: de Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas, de Ciências Farmacêuticas e de Física e Química, os quais estão integrados didática e cientificamente. Conta ainda com 220 servidores não-docentes, que participam direta ou indiretamente das atividades acadêmicas.


 O ensino de Pós-Graduação da Unidade iniciou-se em 1988 e hoje é referência nacional e internacional. Conta atualmente, com 4 (quatro) programas de Pós-Graduação, todos oferecendo cursos de mestrado e doutorado nas áreas de abrangência das Ciências Farmacêuticas, a saber:

Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (conceito CAPES 7),

Programa de Pós-Graduação em Toxicologia (conceito CAPES 6),

Programa de Pós-Graduação em Biociências Aplicadas à Farmácia (conceito CAPES 5) e

Programa de Pós-Graduação em Nanotecnologia Farmacêutica (conceito CAPES 4).