Corpo Docente e Linhas de Pesquisa

13/05/2020
A variedade de efeitos adversos e a diversidade de substâncias químicas presentes no meio ambiente tornam a Toxicologia uma ciência de ampla abrangência, um fato que frequentemente induz o toxicologista a especializar-se em uma de suas três grandes áreas: Experimental, Clínica e Analítica, que constituem as três grandes linhas do nosso PPG e atendem às três finalidades essenciais da Toxicologia: Prevenção, diagnóstico e tratamento de intoxicações.

 

LINHA DE PESQUISA: TOXICOLOGIA EXPERIMENTAL

Prof. Dr. Antonio Cardozo dos Santos
Email: acsantos@fcfrp.usp.br
Neurologia Celular: estratégias de neuroproteção nas doenças neurodegenerativas e na neurotoxicidade induzida por drogas e produtos químicos ambientais. Esta linha de pesquisa visa investigar os mecanismos moleculares envolvidos no desenvolvimento neuronal, neurodegeneração e neurotoxicidade bem como avaliar compostos capazes de interferir nestes processos, como estratégia de neuroproteção e tratamento.

 

Prof. Dr. Daniel Junqueira Dorta
Email: djdorta@ffclrp.usp.br
Toxicologia-Bioquímica: Avaliação das alterações mitocondriais e celulares induzidas por xenobióticos como auxiliar na elucidação dos mecanismos de ação tóxica destas substâncias. A presente linha de pesquisa tem como objetivo estudar os mecanismos celulares e moleculares pelos quais as substâncias exógenas, incluindo medicamentos, substâncias naturais e poluentes industriais e ambientais interferem com o metabolismo mitocondrial e suas possíveis implicações em diversas patologias; bem como a utilização dessas alterações como biomarcadores de efeito à exposição a substâncias tóxicas.

 

Profa. Dra. Danielle Palma de Oliveira
Email: dpalma@usp.br
Avaliação de efeitos Eco-genótoxicos de compostos ambientais. Avaliação da atividade genotóxica, teratogênica e mutagênica de compostos de interesse ambiental, empregando diversos endpoints em Salmonella thyphimurium, culturas de células humanas e estágios embrio-larval de Zebrafish. Esses ensaios são acompanhados de estudos ecotoxicológicos com organismos aquáticos e determinação das substâncias em amostras ambientais, visando fornecer subsídios para a Avaliação de Risco. Adicionalmente, estamos desenvolvendo culturas em 3 dimensões (3D) de células de pele e fígado, visando obter resultados mais fidedignos em relação à saúde humana.

 

Profa. Dra. Eliane Candiani Arantes Braga
Email: ecabraga@fcfrp.usp.br
Caracterização Bioquímica, Molecular e Funcional de Toxinas Animais. Purificação de compostos biologicamente ativos presentes em peçonhas de escorpião e serpentes e veneno de sapo, por métodos cromatográficos. Caracterização bioquímica e molecular das toxinas isoladas pela determinação do peso molecular, ponto isoelétrico, composição em aminoácidos, sequenciamento amino-terminal e ensaios enzimáticos (proteases, hialuronidases e L-aminoácido oxidases). Avaliação de suas ações sobre canais iônicos, sistema complemento, processo inflamatório e outros sistemas biológicos, visando a identificação de compostos que possam ser utilizados como modelos para o desenvolvimento de novos fármacos ou como ferramentas farmacológicas.

 

Prof. Dr. Fernando Barbosa Junior
Email: fbarbosa@fcfrp.usp.br
Toxicologia de Metais. Exposição a metais e seus efeitos em modelos experimentais. Marcadores de estresse oxidativo. Toxicoproteômica e Toxicogenética – Identificação de novos candidatos a biomarcadores de exposição e de efeito utilizando a toxicoproteômica.

 

Profa. Dra. Lusânia Maria Greggi Antunes
Email: lusania@fcfrp.usp.br
Avaliação das Atividades Antigenotóxica e Antimutagênica de Compostos Bioativos da Dieta. Os objetivos da linha de pesquisa é identificar compostos bioativos da dieta, principalmente os antioxidantes, com possíveis efeitos antigenotóxicos e antimutagênicos em sistemas experimentais in vivo e in vitro, além dos mecanismos de proteção e inibição da instabilidade genômica induzida por agentes químicos.
Nutrigenômica. O objetivo da linha de pesquisa é a aplicação das “omicas” para elucidar como os compostos bioativos da dieta interferem e modulam os processos de expressão gênica e metilação de genes importantes para a promoção da saúde.

 

Prof. Dr. Norberto Peporine Lopes
Email: npelopes@fcfrp.usp.br
Estudo do Metabolismo de Produtos Naturais. A falta de estudos de metabolismo, absorção e distribuição de ativos naturais ainda é um dos grandes gargalos na pesquisa do país e cria dificuldades a estudos pré-clínicos. Dentro deste cenário, nossa linha de pesquisa é voltada para o estabelecimento de metodologias biomiméticas e cromatográficas que possibilitem a compreensão do metabolismo de fase de produtos naturais, os quais servem de suporte para estudos sobre a cinética de ativos da biodiversidade brasileira.

 

Profa. Dra. Suely Vilela
Email: suvilela@usp.br
Peçonhas animais e antipeçonhas de origem vegetal: caracterização e mecanismos de ação. Isolamento e caracterização bioquímica, funcional e estrutural, dos principais componentes tóxicos presentes nas peçonhas animais. Investigar as características bioquímicas (peso molecular, composição em aminoácidos, sequenciamento amino-terminal, ponto isoelétrico e etc.), biológicas (atividades sobre a hemostasia, antitumoral, miotóxica, fosfolipásica, hemorrágica, edematogênica e ensaios de L-aminoácido oxidase, entre outras) e estrutural (determinação das estruturas primária, secundária e terciária) dos componentes isolados destas peçonhas. Pesquisar antipeçonhas em plantas medicinais e estudar o seu mecanismo de ação neutralizante, visando, a longo prazo, a obtenção de novos fármacos de origem vegetal.

 

LINHA DE PESQUISA: TOXICOLOGIA CLÍNICA

Profa. Dra. Natália Valadares de Moraes
Email: nmoraes@fcfar.unesp.br
Toxicologia de Medicamentos: disposição cinética e metabolismo de medicamentos. Reconhecimento de covariáveis (interações fármaco-fármaco, aspectos clínicos, farmacogenética, exposição à xenobióticos) na disposição cinética de medicamentos em uso clínico. Investigação do papel de transportadores de fármacos na disposição cinética e na relação farmacocinética-farmacodinâmica.

 

Profa. Dra. Vera Lucia Lanchote
Email: lanchote@fcfrp.usp.br
Toxicologia de Medicamentos: Aspectos Clínicos. Farmacocinética e Farmacocinética-Farmacodinâmica (PK-PD) de Medicamentos Quirais. Estereosseletividade na farmacocinética: investigar a influência de doenças e interações de fármacos na disposição cinética e metabolismo de medicamentos quirais. PK-PD: estabelecer a correlação entre a concentração plasmática do eutômero e a resposta farmacológica.

 

LINHA DE PESQUISA: TOXICOLOGIA ANALÍTICA

Profa. Dra. Alessandra Vincenzi Jager
Email: alejager@usp.br
Avaliação da exposição e caracterização do risco associado ao consumo de compostos tóxicos formados durante o processamento de alimentos. Os principais objetivos desta linha de pesquisa são: 1) Avaliar e validar métodos analíticos para a determinação de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos e Aminas Heterocíclicas Aromáticas em alimentos diversos, empregando a técnica de Cromatografia Líquida com detecção por Fluorescência, UV-Visível e Espectrometria de Massas. 2) Obter dados de consumo de alimentos através da aplicação de Questionários de Frequência Alimentar. 3) Executar os cálculos envolvidos na avaliação da exposição empregando modelos determinísticos e probabilísticos, assim como efetuar a caracterização do risco calculando a Margem de Exposição (MoE).

 

Prof. Dr. Bruno Spinosa De Martinis
Email: martinis@usp.br
Métodos Analíticos para a Determinação de Drogas de Abuso. Os objetivos dessa linha de pesquisa são: 1) Desenvolver metodologias analíticas empregando as técnicas de cromatografia em fase gasosa e técnicas de extração e preparação de amostras para a determinação de drogas de abuso lícitas e ilícitas em amostras biológicas. 2) Investigar a presença de drogas de abuso em amostras biológicas alternativas. 3) Determinação de drogas de abuso em amostras biológicas postmortem. 4) Avaliar correlações entre o abuso de drogas ilícitas e as mortes de causa violenta.

 

Profa. Dra. Cristiane Masetto de Gaitani
Email: crisgai@fcfrp.usp.br
Análise de Fármacos, Metabólitos e Biomarcadores em Matrizes Biológicas. Desenvolvimento e validação de métodos para análise de fármacos, metabólitos e biomarcadores em matrizes biológicas empregando a eletroforese capilar, cromatografia líquida de alta eficiência e LC-MS-MS. Para o preparo das amostras em matrizes biológicas são utilizadas técnicas miniaturizadas de extração como microextração líquido-líquido dispersiva, microextração em fase sólida e microextração em fase líquida. Os métodos desenvolvidos são aplicados em amostras de matrizes biológicas de voluntários e/ou pacientes em tratamento para monitorização terapêutica e diagnóstico de doenças.

 

Prof. Dr. Fernando Barbosa Júnior
Email: fbarbosa@fcfrp.usp.br
Metais em Alimentos. Determinação de metais em alimentos consumidos no Brasil. Segurança alimentar. Especiação química de metais e semi-metais em amostras de alimentos. Estudo de dieta total e estimativa de ingestão diária de elementos essenciais e tóxicos pela população brasileira através de dados de consumo alimentar médio.
Desenvolvimento de Métodos Analíticos para Determinação de Metais e Semimetais de Interesse Toxicológico em Fluídos Biológicos. Especiação química de metais aplicada à toxicologia – Desenvolvimento de métodos analíticos para determinação de metais e semimetais de interesse toxicológico e nutricional utilizando a técnica de espectrometria de massas com plasma acoplado (ICP-MS). Especiação química de metais e semimetais em amostras de interesse clínico. Exposição ocupacional a metais. Toxicologia Ambiental e Ocupacional.
Biomonitoramento – Avaliação de Populações Expostas a Metais e seus Efeitos. Avaliação da exposição ao metilmercúrio e ao chumbo na região Amazônica. Efeitos no sistema cardiovascular e nervoso. Utilização de biomarcadores de dose interna que não requerem coleta invasiva. Avaliação de biomarcadores de susceptibilidade. Influência de fatores genéticos (polimorfismos genéticos) e nutricionais na toxicologia de alguns metais como mercúrio, cádmio, chumbo, arsênio, manganês. Estabelecimento de valores de referência para metais tóxicos e essências na população brasileira.

 

Prof. Dr. Jonas Augusto Rizzato Paschoal
Email: paschoal@usp.br
Estudos de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos. Os objetivos desta linha de pesquisa envolvem o desenvolvimento e a validação de métodos analíticos empregando técnicas instrumentais modernas como LC-MS/MS para a determinação de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos. Ainda, a linha de pesquisa inclui estudos experimentais com animais para avaliação do perfil metabólico e de depleção residual dessas substâncias, com fim de se estimar períodos de carência. As atividades previstas têm como intuito principal, contribuir para os estudos voltados à questão de segurança toxicológica alimentar decorrente do uso de medicamentos veterinários em animais de produção.

 

Profa. Dra. Maria Eugênia Queiroz Nassur
Email: mariaeqn@ffclrp.usp.br
Desenvolvimento de novas fases estacionárias como os polímeros de impressão molecular (MIP), acesso restrito (RAM), imunossorventes e condutores (eletropolimerização por voltametria cíclica) para técnicas de microextração (SPME, in-tube SPME, MEPS e SBSE). Sorventes seletivos (fases estacionárias), tais como imunosorbentes (interações antígeno-anticorpo baseados em reconhecimento molecular), polipirrol (estrutura porosa com propriedades multifuncionais), material de acesso restrito (fase biocompatível que permite injeção direta do fluido biológico no sistema analítico, assim como exclusão de macromolécula por barreira de difusão química e pré-concentração dos fármacos, simultaneamente) e polímeros impressos molecularmente (reconhecimento molecular – molécula molde) têm sido desenvolvidos para técnicas de microextração (SPME, in-tube SPME, MEPS e SBSE) para análises de fármacos em fluidos biológicos.
Hifenação das técnicas de microextração com a cromatografia líquida (in-tube) SPME/LC-MS/MS. O acoplamento da microextração em fase sólida no capilar com a cromatografia líquida de alta performance ou cromatografia líquida com detector de espectrometria de massas permite a extração contínua, concentração, dessorção e injeção dos analitos no sistema cromatográfico utilizando o injetor automático. As principais vantagens da técnica in-tube SPME são simplicidade, rapidez, eliminação do solvente, alta sensibilidade analítica, pequeno volume de amostra, baixo custo e simples automação das análises cromatográficas.
Padronização e validação analítica de novos métodos cromatográficos. Padronização e validação analítica de novos métodos cromatográficos. (LC-DAD, LC-FLU, LC-MS/MS e GC-MS) para a determinação de fármacos em fluidos biológicos para fins de monitorização terapêutica e disposição cinética.